23 de jan de 2013

Chegadas e Partidas

Encontros e desencontros
Chegadas e partidas
Amor e desamor
Vida e morte
Sorrisos e lágrimas
Céu e inferno
Extremos 
Abismos
Vivemos na corda bamba
Limitando sonhos
Fechando os olhos
Enganando-se
Dizem que o raio não cai 
Duas vezes no mesmo lugar
Bobagem...
Na minha vida sempre cai
Talvez seja a primeira vez que mostro-me inteira
Desisto
Com todas as minhas forças desisto de ti
Subi na montanha mais alta
E  lancei-me
Voei...
Voei com os braços abertos 
Desenhando entre nuvens
O teu nome
De lá vi teu rosto
Não era mais aquele rosto 
Que olhou dentro de mim
Percebi que teus braços 
Não se estendiam 
 Pra me segurar
Ouvi alguém te chamar
E vi tu se levantares 
Com minhas pernas
E ir ao encontro
Esquecendo-se que Eu
Despencava no ar

http://www.sandraamorim.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4099663




Um comentário:

Denis Correia disse...

Olá.

Teu texto é uma explosão de tudo aquilo que faz de nós o que somos: contradições, ilusões, medos, dúvidas, esperanças, Sonhos... gostei demais dele, Sandra.

Meus parabéns... e uma boa tarde para ti.

;D