16 de nov de 2012

Saudades



A distância separa corpos que queimam de paixão
Paixão que invade meu ser transbordando saudade
Saudade do desejo explícito nos lábios que provei do melhor beijo que dei
Beijo que trouxe você até mim, conquistando um coração cansado de se entregar
Entrega que pra ti foi fácil e pra mim, foi de total liberdade
Liberdade de um amor acorrentado pelos laços da paixão
Aquela paixão que tira a razão e te faz levitar, sonhar
Sonhando fui me entregando e sentindo cada dia mais sua falta
Falta que hoje me confunde com o silêncio dos gritos que estão abafados
Abafados pelas palavras que emudeceram e que transformaram  meus dias
Dias que um dia foram de luz, sorrisos, gritos de amor
Amor que lentamente vai se desligando de mim
Como a alma que foge do corpo morto que já não lhe serve mais

http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdesaudade/3988623

2 comentários:

Marco Rocca disse...

Adorei seu blogger. A saudade é um tema recorrente em meus poemas, um tema muito difícil de lidar. Estou te seguindo, fraterno abraço, Marco Rccca.

Maria Isabel de Paiva Costa disse...

Nossa! Não tenho essa magia de usar tão bem as palavras que expressam o que sentimos, como se espremessem nossos mais profundos sentimentos. Obrigada e parabéns.