21 de jul de 2012

Rainha da Solidão



Hoje vou correr no mar
Sentir a brisa leve no meu rosto
Furar as ondas
Um, duas, três, até cansar
Quero passear descalça
na areia fofa
Catar conchinhas para fazer um colar
Com as flores do meu jardim
Farei uma coroa para mim
Eu Rainha do Castelo da Solidão
Andarei como a bailarina
Na ponta dos pés
Cantando, dançando, vivendo...
Não sonho mais com você
Sonho sozinha
Cativando minha solidão
Responsável por mim
Hoje sentarei a tardinha no pier
Verei o sol se despedir do dia
Verei as estrelas brotarem no céu
E a lua a brilhar
Majestosa, imponente
A noite cuidará do meu sono
A escuridão será meu cobertor
E ali amanhecerei
Com a revoada dos pássaros
O cheirinho do mar
E o beijo do vento no meu rosto
E nesse lugar farei minha morada
Longe de ti

Nenhum comentário: