25 de jul de 2012

Dia do Escritor





E foi, debruçada nas palavras que me disseste que adormeci... Sonhei com o Rei das minhas ilusões, envolto aos desejos das paixões que o instiga e o faz vivo...
Vi suas musas o percorrendo e entre beijos e abraços, se perdendo de mim.
ouvi  palavras que  ferem mais que punhal...
Palavras... que magoam, elevam, enaltecem, decidem, amedrontam...
Palavras que nada mais são que um amontoado de letras que formam um sentido e as vezes um sentido sem sentido...
Essas que fazem sofrer, que dão alegria, aproximam, afastam... Que mostram o carater, as vezes deturpado pelo véu da ilusão, da cegueira, que muitas vezes nossos olhos preferem camuflar... insegurança, medo, sei lá... 
As vezes o que parece certo é o errado, e aquilo que decidamente julgamos errado está certo... Perdidos por entre as palavras jogamos fora oportunidades, afetos, sinceridade, iludimos criamos sonhos, vencemos, amamos nos apaixonamos... 
Entregue as palavras e decididamente apaixonada por elas, deixo meus parabéns a todos os Escritores...

"A mensagem por trás das palavras, é a voz do coração..."